Populares de Munhava, na Beira, onde a Polícia dispersou hoje com tiros e gás lacrimogéneo um comício do MDM, invadiram a sede local da Frelimo e incendiaram a viatura do secretário-geral, Filipe Paunde, disseram hoje à Lusa populares."/>
Últimas
Produtor da notícia

População invadiu sede da Frelimo na Beira e queimou carro de dirigente - Populares

16 de Novembro de 2013, 18:12

Populares de Munhava, na Beira, onde a Polícia dispersou hoje com tiros e gás lacrimogéneo um comício do MDM, invadiram a sede local da Frelimo e incendiaram a viatura do secretário-geral, Filipe Paunde, disseram hoje à Lusa populares.


"Após o ataque da polícia a população invadiu a sede da Frelimo, a 200 metros do estádio onde foi lançado o gás lacrimogéneo e incendiaram o carro que transportava o secretário-geral (da Frelimo), Filipe Paúnde, que estava reunido no local", explicou à Lusa Abel Castigo, residente da Munhava.


A polícia antimotim lançou hoje gás lacrimogéneo contra uma multidão do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), concentrada numcampo para o comício de Daviz Simango, presidente do partido e autarca da Beira, no bairro da Munhava, Sofala, centro de Moçambique.


Lusa

Banca de jornais

Acompanhe as eleições